Arquivo de Fevereiro, 2008

Advanced Teaching Methods for the Technology Classroom

Curriculum & Instruction for Technology Teachers – Um livro inteirinho à vossa disposição AQUI

Depois da descoberta, procurei na Amazon mais trabalhos do autor e… dei com este livro: Advanced Teaching Methods for the Technology Classroom

Editorial Reviews (Amazon)
Product Description:
Because of the nature of their subject, technology teachers have found ways to make learning active and exciting, often through new activities and projects that have real-world relevance. As technology fields grow, the success of technology teachers is tied in with innovation rather than the accomplishments of the past. Advanced Teaching Methods for the Technology Classroom provides a comprehensive, critical approach to meeting the new challenges of technology in the classroom. This book gathers together research on technology methods, principles, and content, and acts as a reference source for proven and innovative methods. Advanced Teaching Methods for the Technology Classroom presents an introduction to teaching educational technology, design, and engineering. It also contains strategies for innovation by examining the what, why, and how of technology education.

About the Author: Stephen Petrina is an associate professor of technology studies in the Department of Curriculum Studies at the University of British Columbia (UBC), Canada. He completed M.A. and Ph.D. degrees at the University of Maryland, USA. His responsibilities at UBC include teaching curriculum and instruction in the teacher education program along with graduate courses in science & technology studies, research methods, curriculum, new media, cognition, cultural studies, and the commercialization of education He coordinates the Technology Studies teacher education and graduate programs. He is publishing a book and co-authoring another, and his recent articles appear in Workplace, Technology & Culture, History of Psychology, History of Education Quarterly and International Journal of Technology and Design Education, and the Journal of Technology Education.

Como foi possível “espreitar” para o seu interior, acredito que se trata do mesmo livro que foi encontrado disponível gratuitamente na internet, ainda que possa ter sofrido algumas alterações para além do título, por ser uma versão posterior (ou ser exactamente o mesmo, não investiguei). Em todas as páginas do livro encontrado na ‘net pode ler-se: © Stephen Petrina. (in press).

Talks – John Maeda: Simplicity patterns

AQUI

Talks – Nicholas Negroponte: The vision behind One Laptop Per Child

AQUI

Exemplos…

A T. foi ao Tempo de teia informar que o trabalho sobre simetria estava pronto. Optou por concebê-lo em Scratch (a escolha do suporte era facultativa…)
Também partilho o trabalho de um outro aluno – jb – para Ciências da Natureza.


Scratch Project
Scratch Project

Novo manual de Scratch

Novo recurso na página Scratch do MIT (secção portuguesa). Um excelente manual, muito completo, com 12 lições detalhadas.

O autor? Fernando Frederico
(Basta recordar estas duas entradas na teia… a internet é isto mesmo: um espaço de encontro, partilha e conhecimento.)

Sowing the Seeds for a more Creative Society

Partilhado pela Teresa Silva na Plataforma Scratch do CRIE FCUL:

Programação: a nova literacia

Através desta entrada ( Programação: a nova literacia ) no blogue do Luís Pedro da Universidade de Aveiro, cheguei a: Programming: the new literacy no Edutopia. Um artigo de Marc Prensky, que também tem um blogue AQUI.

Nesse texto, como não podia deixar de ser, é referido o Scratch e Mitchel Resnick (um dos responsáveis por ele no MIT) vem até ao site Edutopia e comenta o artigo, falando um pouco deste ambiente de programação tão recente.

Como imaginam, ouro sobre azul para mim. O reforço da fundamentação de que é importante, talvez mais até do que se pensa, estimular o domínio da arte/técnica de programar. Eu acredito que é importante e atrevo-me mesmo a pensar, como Marc, como Papert sempre afirmou, que o futuro não pode ser visto com os olhos de hoje, à imagem deste hoje. Conciliar o melhor do passado com uma visão futurista criativa, que se estenda muito para além do que a mente consegue imaginar com os actuais recursos, é o caminho. Um caminho desconhecido, mas bom de fazer, lado a lado com os nossos alunos, sem receio.

Enquanto continuarmos a entender o uso das tecnologias como o uso de um powerpoint feito por nós para “dar” uma aula em vez de “a falar”, sem mudar uma linha na postura tradicional de muitas aulas (a maioria?)… estaremos a recuar. A domesticar tecnologias, a amordaçá-las e formatá-las às estratégias que sempre se usaram… Avançar é reinventar a estrada ao sabor dos novos recursos e das novas possibilidades. É lutar por e reinvindicar uma outra forma de organizar o tempo e o espaço nas escolas. Falta muito caminho, pois falta. Estou a tentar levar uma gotinha de água… Foi com essa intenção que decidi avançar com o mestrado e optar por uma investigação-acção. Não tem sido fácil, mas ainda não me arrependi.

Theory and Practice of Online Learning

Uma colega de mestrado, Fátima S. enviou-me esta sugestão de leitura:
Um livro digital da Athabasca University (Canada’s Open University) que aborda os fundamentos teóricos da aprendizagem em linha; o desenvolvimento de infraestruturas assim como o design de espaços de aprendizagem em linha. Pode descarregar o livro completo ou apenas os capítulos seleccionados.
Idioma: Inglês
Autor: Vários
Proposto por João Carlos Antunes em 16-03-2007

GOM Player: Multi CODEC Video Player (Freeware)

Gom Player (resolveu-me alguns problemas com a minha Sony digital)

A dica veio daqui (embora na divulgação o link para o Gom dê erro e eu tenha tido que procurar the Google way):
OgasaWalrus.com Freeware and Free & Open Source Software for Proprietary OSes

GOM Player: Multi CODEC Video Player

GOM Player

Scratch, blogues, aulas e…

Ontem a caixa de correio da turma e a minha cheias de novidades…
Um quarto dos alunos do quinto ano entusiasmou-se e vai de fazer blogues individuais (Ui! Eu este ano não dou conta do recado… :). Uns ainda vazios, outros a começar. Ler textos, apontar erros, aproveitar o entusiasmo para trabalhar as questões da escrita a desenvolver depois com a professora de Língua Portuguesa em Estudo Acompanhado. Ao mesmo tempo, vai de programar com o scratch até mais não poder e escrever-me cartinhas a avisar da existência de novos projectos…

Depois o sexto ano: um talento que tardiamente despontou, mas vai a uma velocidade estonteante – o meu superjonnyb! Está ali algo a nascer…
E não acaba… há uns alunos que se descolaram do pelotão e lá andam a programar jogos sofisticados à minha frente (os meus dois Kikos)… para eu ficar bem esclarecida sobre as suas capacidades de programadores… Um desses momentos ficou registado em vídeo.
E o entusiasmo com a potencialidade de gravação de voz directa de forma simples dando origem a um renovado interesse pela leitura, pela dramatização, transformadas depois em animações no scratch programadas a contento…
(Há vídeos em http://3za.imeem.com/ … demoram algum tempo a carregar até estarem disponíveis para visualização… quem estiver mesmo interessado tem de ser paciente.)

E eu… a tratar vídeo, a comentar, a mimar, a responder às mensagens, a divulgar projectos… gastando bastante tempo em casa nessa tarefa tão importante para os manter motivados, acesos, sentindo que o seu trabalho e empenho são apreciados.
Acabei agora de fazer a divulgação de alguns dos projectos mais interessantes nos blogues TurBêturma e GTscratch ( aqui e aqui – conteúdos ainda não abordados, pedi apenas que fossem lendo… e começaram a aparecer projectos sobre o tema das plantas…). Entre ontem e hoje já gastei várias horas em trabalho para as turmas em projectos com as TIC… E ainda tenho os testes para ver, claro.

É a fácil vida de professor. Fácil nunca foi. Agora está apenas a ficar impossível por não se ter em conta o que realmente são as suas actividades na componente não lectiva, caso se deseje fazer um trabalho aprofundado com as tecnologias.

Enfim…

Já não dos alunos, mas sim de “gente crescida” mais experiente), deixo dois projectos bem interessantes (exemplo do que é possível com esta ferramenta). O primeiro é do ffred (o nosso programador português, que chegou até nós via comentários no scratch e que descobrimos depois ser o pai de uma colega minha e avô de uma aluna da escola… coincidências!), o outro projecto (informação e jogo) é de um programador da Hungria – bmarcell.
É só seguir os fiozinhos…

Bandeira (uma lição sobre a origem dos símbolos da bandeira de Portugal, com o Hino em fundo)

Do you know Europe?

(Qual tem sido o meu disfarce de Carnaval? Não adivinham?………)
.


RSS my delicious

  • Ocorreu um erro; é provável que o feed esteja indisponível. Tente novamente mais tarde.

Blog Stats

  • 173.276 hits
Fevereiro 2008
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  

Categorias